O Comunismo.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Comunismo.

Mensagem  Karl Marx em Sab Abr 12, 2008 8:39 pm

O verdadeiro comunismo nunca chegou a ser efetivamente implantado, os países que muitas vezes eram chamados de comunistas, nunca passaram da Etapa do socialismo, a etapa entre a ruína do capitalismo e a ascensão da sociedade comunista. O Socialismo é onde existe a ditadura do proletariado, o proletariado através de uma revolução inevitavelmente violenta toma o Estado e impõe uma ditadura, durante este período uma série de medidas são tomadas para que não haja mais classes sociais, ou seja, que não haja mais a relação de opressores e oprimidos. Após o término do Socialismo inicia-se a última organização política, social e econômica Humana que é o Comunismo e a partir daí não haverá mais revoluções e nem mudanças de regimes, pois a luta de classes passa a inexistir, já que as classes param de existir. O Homem vive organizado, mas livre e todo o seu trabalho se humaniza e não é mais uma simples mercadoria. O Estado até então presente no Socialismo não existi mais no Comunismo, não é mais necessário. O Estado está presente no Socialismo, apenas pela necessidade de usar a maquinaria estatal para colocar um fim as classes sociais e quando isso acontece o Estado desaparece dando origem ao Comunismo. A propriedade privada é extinguida ainda no Socialismo e se agora se torna propriedade do Estado para depois no Comunismo se tornar propriedade da comunidade, de todas as pessoas. A produção é realizada pelo grupo e para o grupo. O Comunismo só pode realmente ser bem sucedido quando ele existir em todos os países do mudo, portanto o comunismo tem profundas relações com o internacionalismo. Lembrando que ao extinguir o Estado extinguisse também todo a estrutura estatal e o exército e a polícia permanente também. O Estado é apenas um meio de afirmar as desigualdades e um instrumento da classe exploradora, sempre foi assim e sempre será, por isso no Socialismo ele é utilizado para por fim a sociedade de classes e no Comunismo ele inexiste. Em uma sociedade, o Estado, as manifestações sociais e culturais obedecem a ordem econômica, tudo que existe em uma sociedade de classe pode ser chamado de superestrutura ou supraestrutura que apenas é um reflexo das relações econômicas e da economia nacional em geral. A existência é material e somente material os seres imaginários criados pelo Homem subjugam o próprio criador e justificam a realidade miserável em que os Seres Humanos se encontram. Seres imaginários e o misticismo são muitas vezes usados pelas classes dominantes para manter as classes exploradas em sua situação, mas com o materialismo se vê a verdade, devemos lutar por um mundo material melhor e igualitário, pois não existe um mundo após a morte. A História Humana nada mais é do que a História da luta de classes e o Comunismo termina com essa luta de classes, ao chegar ao Comunismo o Homem chega ao ápice de seu desenvolvimento e ao mesmo tempo ao seu estado natural e verdadeiro. É inevitável a ditadura do proletariado e a queda da sociedade burguesa e após esse passo é também inevitável a implantação do Comunismo. Tremam de medo (refiro-me a burguesia) escondam-se, pois caíram logo ao poder das massas operárias. Observação: Os partidos que se dizem Comunistas, mas que apenas desejam transformações dentro do capitalismo sem destruir a sociedade estabelecida não são comunistas, medidas que visam melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores são apenas paliativos sem valor e que são usados pela burguesia para desvirtuar do verdadeiro foco que as classes trabalhadoras devem ter em mente que é a completa revolução e a evolução contínua até ser alcançado o Comunismo.

Simplificando acho que é mais ou menos isso o Comunismo pensado por Karl Marx. O que você concorda e discorda, acha que o Comunismo será a sociedade do futuro?

Para mim o que mais se aproximou do verdadeiro comunismo foi a comuna de Paris, apesar de Karl Marx não a reconhecer como tal.
avatar
Karl Marx
Admin

Mensagens : 123
Data de inscrição : 27/03/2008

Ver perfil do usuário http://pensamento.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Comunismo.

Mensagem  Sérgio Bantam em Ter Abr 15, 2008 12:55 am

Fico feliz em ver que nem todos estão anestesiados pelo "Behemoth" capitalista! Meus Parabéns pela bela exposição.
A morte truculenta inpingida pelos EUA ao recém nascido comunismo russo atrofiado pela ditadura de Stalin e a opressão gerada por um bloqueio continental e mundial numa Guerra injusta de conceitos disseminados por propaganda enganosa já queimou por demasia a bela feição do comunismo. A massa capitalista desinformada, gerada por ambição e ignorância que se locomove apenas pelo seu egoísmo e insensatez, sucumbe no próprio esterco vivendo às custas de ilusões.
O comunismo é a manifestação primeva do Jardim Edênico, onde passa a existir igualdade de condições, coisa que mais tarde se manifesta como igualdade de capacidade e identidade, o que cria a simpatia, empatia e por fim o respeito natural. Essa identificação é primordial para que o "Amar o próximo como a ti mesmo" se torne realidade.
As diferenças individuais criam aspírações diversas e expectativas que soam de acordo com a capacidade e ambição pessoais. As diferenças sempre foram interpretadas como avisos de infidelidades a um código implícito que nos garante sobrevivência. Olhai as zebras, os gnus, os impalas, os búfalos, elefantes, animais que vivem em grupos e se ajudam por serem iguais. O estranho é logo expulso! Mas essa é a máxima que organiza e extratifica a nossa sociedade. Junte dez pessoas do mesmo vilarejo a um estrangeiro (estranho, note a raiz das duas palavras que se equivalem) e verá o que acontece. temos uma aversão natural pelas coisas diferentes e desconhecidas. Quando estivermos menos diferentes, seremos mais empáticos. A eugenia seria apenas uma forma de mostrar isso com a forma, mas falo na essência, no conteúdo. Uma inteligência abrangente e digna respeitaria as demais que com ela viessem a acrescentar.
O comunismo é uma ponte que interliga as diferenças e as nivela. O capitalismo que faz acepção e diferencia os hilotas de seus senhorios, provoca as diferenças mortais que geram as guerras pelo poder. Destrua o poder e niguém mais o desejará! Quando a humanidade perceber que a grande jogada é ser bom, o capitalismo morrerá. Com a ascenção do comunismo, depois do grande holocausto, estaremos mais próximos do "anarquismo". Esse último representa a falta de agente regulador e coercivo, substituído pela própria capacidade adquirida pelo indivíduo em saber das implicações das suas ações. A idéia infantil e distorcida das massas a respeito do "anarquismo", como um grande bagunça, é oriunda da falta de imaginaçâo e aptidão de exercer a dignidade humana com avidez. Os que primam pela ordem e possuem os vírus dela em seu sangue, sempre saberão que o capitalismo está para o animal que jaz em nosso interior, a índole reptiliana, a serpente, o Behemoth bíblico, enquanto o comunismo é a reconstrução para o Éden que é representado pela "Anarquia".
Por isso poucos alcançarão a idéia de um sociedade acéfala em termos de poder, porém muito bem constituída em termos de mensuração, análise e justiça.
avatar
Sérgio Bantam
Admin

Mensagens : 108
Data de inscrição : 29/03/2008
Idade : 55
Localização : Sorocaba/ São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum